Jornal Evolução Notícias de Santa Catarina
Facebook Jornal Evolução       (47) 3059-1228       Whatsapp Jornal Evolução (47) 99660-9995       E-mail

Após concluir avaliação semestral, Educação estima apoio pedagógico para 26% dos alunos da rede

Quinta, 01 de outubro de 2020

Clique para ampliar

A Secretaria de Estado da Educação (SED) terminou a avaliação escolar da rede estadual referente ao primeiro semestre de 2020. Os números mostram que, dentre os 524 mil alunos matriculados, 51% alcançaram aprendizagem satisfatória e 22,4% tiveram avanços, apesar das dificuldades no atual contexto com a realização das atividades não presenciais. Os dados presentes no Relatório de Aprendizagem produzido pela Diretoria de Ensino da SED foram fornecidos pelos professores e coletados após conselhos de classe de todas as 1.065 escolas estaduais.

Em decorrência da adaptação ao regime especial de atividades não presenciais, por conta da pandemia do coronavírus, neste ano os alunos foram avaliados por semestre, em vez da avaliação trimestral.

Ao longo do regime especial, a SED tem orientado os gestores e educadores da rede sobre os critérios de avaliação, que devem considerar os objetivos de aprendizagem alcançados e buscar evitar um aumento de reprovação e abandono escolar. Além da avaliação feita pelo professor, as escolas preencheram um roteiro avaliativo para todas as turmas, detalhando qualitativa e quantitativamente o aproveitamento dos alunos.

O roteiro avaliativo integrou um painel que mostrou que 26,4% dos alunos da rede tiveram dificuldades de fazer as atividades ou não conseguiram realizá-las. Esses dois públicos serão o alvo principal da retomada das atividades de apoio pedagógico presencial, divulgadas no fim da última semana pela SED. O retorno escalonado (por série e por semana) ocorrerá a partir da autorização da Secretaria de Estado da Saúde (SES), que acompanha a matriz de risco do coronavírus. Dessa forma, em 2020 não haverá aulas como ocorriam antes da pandemia. Isso significa que, até o final deste ano letivo, as atividades remotas continuam.

O secretário de Estado da Educação, Natalino Uggioni, ressalta que a forma como a SED planejou e organizou a retomada de atividades presenciais materializa a preocupação com a qualidade da aprendizagem. “Ao priorizarmos os alunos que estão tendo dificuldade de assimilar o conteúdo, além de buscarmos recebê-los com segurança, em número reduzido, poderemos apoiá-los na continuidade dos estudos. Continuamos trabalhando para que as escolas tenham as condições adequadas e que recebamos com segurança os profissionais e estes alunos, quando as atividades presenciais forem autorizadas em Santa Catarina”.

A diretora de Ensino da SED, Zaida Rabello Petry, reforça o objetivo principal da retomada das atividades nas escolas. “Essa é uma oportunidade para que os estudantes possam recapitular conteúdos e seguir o ano letivo, mas pensando em atividades de reforço. A ação visa manter o vínculo do aluno com a escola, recuperar os conteúdos e evitar o abandono escolar”.

Avaliação mostra panorama no Estado

Os Conselhos de Classe são a instância soberana do processo avaliativo na rede estadual de ensino. Eles ocorreram após o fechamento do primeiro semestre, entre 1º e 18 de setembro, por meio de reuniões virtuais. Desde o dia 19 de setembro, vem sendo entregue as avaliações descritivas pelas escolas e os boletins aos pais e alunos.

O Relatório de Aprendizagem reflete as avaliações em todas as 36 regionais de educação, em que os mais de 524 mil alunos vêm sendo acompanhados pelas escolas por meio das entregas de atividades on-line e impressas elaboradas pelos professores, desde o dia 6 de abril, quando iniciou o regime especial de atividades não presenciais. Para alunos com acesso à internet, as atividades ocorrem por meio da plataforma Google Sala de Aula (Classroom). Para alunos sem acesso à internet, vem sendo realizada a entrega de material impresso.

A Coordenação de Tecnologias Educacionais e Inovação da SED/DIEN, responsável pela coleta e tratamento dos dados, informa que o painel fornece um indicativo da aprendizagem com base no formulário respondido pelos gestores escolares e, por isso, pode ter variações, em função da inserção ter ocorrido de forma manual. O relatório consolidado estará disponível para toda a gestão escolar catarinense na próxima semana.

Inovação e cuidados extras na entrega dos boletins



Na semana passada, a Escola de Educação Básica Araújo Figueiredo, em Urubici, ganhou destaque na mídia regional ao inovar na distribuição dos boletins aos seus 699 alunos. A gestão usou o ônibus escolar para realizar a entrega em 18 comunidades do interior. Todo decorado com cartazes e frases de incentivo, o veículo fez a alegria dos estudantes e familiares.

Para entregar os boletins do primeiro semestre aos seus 347 alunos, a E.E.B. Belisário Pena, em Capinzal, fez divisão de turnos entre professores e anos escolares para evitar ao máximo as aglomerações. Os pais foram instruídos a buscar os boletins em dias selecionados para a turma de seus filhos, e as equipes de professores foram divididas em horários. De acordo com a gestora Juvane Pereira, a separação dos anos e as instruções de higiene e distanciamento social são mais uma forma de garantir a saúde da equipe e das famílias.

A E.E.B. Luiz Coradi, em Xanxerê, aproveitou o mês de conscientização sobre o suicídio e realizou a entrega dos boletins aos 289 alunos do Ensino Fundamental com uma pequena lembrança para reforçar a importância da valorização da vida. A diretora Dione Cristina Maldaner relata que a equipe da escola produziu saquinhos com sementes de girassol para entregar aos alunos, que podem semear e cuidar de suas flores, simbolizando o Setembro Amarelo. A escola promoveu ainda no mês de setembro uma palestra virtual para a comunidade escolar com uma psicóloga.

Já a E.E.B. Barão do Rio Branco, em Urussanga, vai promover a entrega dos boletins de uma forma diferente. No próximo sábado, 3, os 102 estudantes dos anos iniciais do Ensino Fundamental poderão passar com suas famílias pelo “Drive-thru da Leitura”, pelo qual, além dos boletins, serão entregues livros de literatura infantil do acervo da biblioteca. A diretora Simone Nogueira Feltrin explica que o projeto de leitura já existia, mas foi adaptado para o período de pandemia: “Nossos professores selecionaram livros de literatura infantil para empréstimo e vão entregar seguindo todos os protocolos de saúde. Temos certeza que, mesmo dentro do carro, será um momento de emoção esse reencontro dos alunos com os professores, que estarão caracterizados de personagens”.



Comente






Conteúdo relacionado



Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade


Inicial  |  Parceiros  |  Notícias  |  Colunistas  |  Sobre nós  |  Contato  | 

Contato
Fone: (47) 3059-1228
Celular / Whatsapp: (47) 99660-9995
E-mail: contatojornalevolucao.com.br



© Copyright 2020 - Jornal Evolução Notícias de Santa Catarina
by SAMUCA