Jornal Evolução Notícias de Santa Catarina
Facebook Jornal Evolução       (47) 3059-1228       Whatsapp Jornal Evolução (47) 99660-9995       E-mail

Familiar denúncia Sagrada Família por falsa causa morte em atestado de óbito, Secretário confirma


Covid 19

                   Negligência ou abuso


São Bento do Sul - A matéria de ontem do Evolução cujo link encontra-se abaixo do texto reproduzido causou revolta aos familiares de vítima quer veio a óbito no Hospital Sagrada Família. Segue o relato que nos foi enviado pela filha por mensagem.

 

"Sou filha do homem que estava em fase terminal de câncer no dia 01/05 médico incompetente resolveu fazer exame de covid 19 sem ao menos abrir o prontuário médico do hospital pra ver que meu pai tinha câncer quando ele faleceu no dia 02 avisaram a funerária que não poderia fazer velório porque era corona vírus um fracasso aonde a gente não pode fazer um velório digno pro meu pai foi enterrado que nem um bicho esse diretor do hospital nem tem um pingo de consideração com o ser humano. 

Aonde fiz uma denúncia na ouvidoria do estado estou aguardando a resposta  

Boa noite meu pai lutava a 1 ano de tumor de pulmão a onde no mês de fevereiro foi diagnosticado com metástase de rim e fígado. Entre os dias 21 a 27 de abril de 2020 ficou internado por neoplasia maligna sem especificação de localização aonde ficou em vários quartos, com outros pacientes e acompanhantes, e no dia 29 de abril retornou ao hospital com pneumonia, ficou em observação com várias pessoas e depois retornou pra casa. No dia 01/05/2020 ao meio dia ficou ruim novamente com diarréia, a onde ficou em observação no setor de emergência com várias pessoas. As 22 hrs solicitaram uma tomografia de pulmão a onde foi descartado o covid 19 e o mandaram pro quarto a meia noite. Logo após fizeram um exame de covid 19 pelo nariz/boca, após isso, as 07 hrs do dia 02/05/2020, meu pai veio a falecer com atestado de óbito falando que era covid 19 e por conta disso, não pôde ter um velório digno de um ser humano e foi enterrado jogado em um saco preto sem roupa. Agora eu lhe pergunto se morreu de covid 19 as pessoas que tiveram no quarto com ele em uma semana internado e em observação, no dia 29/04 e 01/05, então estão todos contaminados??? Isso é um descaso com a família, iremos tomar as devidas providencias a respeito do hospital maternidade sagrada família e ao médico que fez o atestado de óbito alegando falsamente que sua morte seria de covid 19, temos prontuários médicos dizendo que ele estava em tratamento de câncer, que foi o motivo de seu falecimnto. O médico na tarde do dia 01/05/2020 liberou seu corpo pra visita de seu familiares e falou que meu pai iria falecer pois seus órgãos estavam tomando pela doença e não teriam o que fazer. Conto com a ajuda de vocês para saber quais são os meu direitos, pois ele foi tratado como se sua morte fosse devido ao covid 19, negando o direito de um velório decente.

 

Secretário das Saúde já sabia

Na matéria publicada, o secretário da Saúde Manoel del Olmo já havia nos relatado o caso conforma abaixo:

 

Clique para ampliar
Secretário Manoel del Olmo não ratificou por escrito as denúncias

"Vou te citar um caso. No dia 1º de maio foi internado um paciente terminal com câncer. Faleceu no dia seguinte e o médico plantonista que nem daqui era, atestou covid. Foi um pânico com a família transtornada por não poder velar, abrir o caixão e outras restrições. Quando chegou o resultado do exame foi negativo. Aí o diretor do Hospital foi ao Cartório para mudar o atestado de óbito. O que está se vendo são abusos e desonestidade de gestores". (Manoel del Olmo Evolução 04/06- https://www.jornalevolucao.com.br/textos/50353/1/pandemia-n-o-aumentou-n-mero-de-bitos-no-trimestre-em-rela-o-ao-ano-anterior-em-s-o-bento-do-sul#.XtpI0FVKjIU)

 

Como na primeira reportagem tentamos em vão falar com o diretor do Hospital - Renato Figueiredo e ainda estamos aguardando pela sua resposta, desta vez nem o procuramos. A matéria está sendo igualmente enviada para o Ministério Público, a quem recomendamos também a família se dirigir.

 

Como na primeira reportagem tentamos em vão falar com o diretor do Hospital - Renato Figueiredo e ainda estamos aguardando pela sua resposta, desta vez nem o procuramos. A matéria está sendo igualmente enviada para o Ministério Público, a quem recomendamos também a família se dirigir.



Comente






Conteúdo relacionado



Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade


Inicial  |  Parceiros  |  Notícias  |  Colunistas  |  Sobre nós  |  Contato  | 

Contato
Fone: (47) 3059-1228
Celular / Whatsapp: (47) 99660-9995
E-mail: contatojornalevolucao.com.br



© Copyright 2020 - Jornal Evolução Notícias de Santa Catarina
by SAMUCA