Jornal Evolução Notícias de Santa Catarina
Facebook Jornal Evolução       (47) 3059-1228       Whatsapp Jornal Evolução (47) 99660-9995       E-mail

O mistério da iniquidade age no meio de nós


 

“Então, Jesus molhou um pedaço de pão e deu-o a Judas, filho de Simão Iscariotes. Depois do pedaço de pão, Satanás entrou em Judas. Então, Jesus lhe disse: “O que tens a fazer, executa-o depressa” (João 13,26-27). 

A cena da Ceia final de Jesus tem muitos lances, nuances e pontos importantes que precisamos meditar e refletir para entendermos a vida de ontem, de hoje e sempre.

O mistério da graça é o mistério da salvação e do amor que nos salva, mas, no meio de nós, age o mistério da iniquidade e da maldade. Se Deus é aquele que veio salvar, o iníquo é aquele que veio perder. E a quem nós entregarmos o coração, a vida, os pensamentos e os sentimentos, seremos levados. Por isso, queremos que a vida esteja em Jesus, para que o mistério da iniquidade não esteja agindo em nós, não tenha força nem poder sobre a nossa vida.

Judas era muito mais do que discípulo de Jesus, era apóstolo do Senhor, e fazia parte dos Doze escolhidos. Gozava da intimidade do Mestre, ia para todos os lugares e, no grupo, tinha uma responsabilidade fundamental: cuidava do dinheiro do grupo, que era doado pelas pessoas, era responsável por administrar.

O mistério da iniquidade entrou em Judas pelo poder e pela sedução que o dinheiro exerce na vida humana, mas ele não deu ouvidos a Jesus quando precisava, ele não seguiu Jesus com a total entrega da alma e do coração. Deixou a tentação falar mais alto no seu coração, mesmo estando na companhia de Jesus. E o demônio entrou nele logo depois que ele recebeu o pão, a Eucaristia.

O mistério da iniquidade é forte, só não é maior que Deus

Não podemos nos juntar ao grupo dos que querem apedrejar Judas. A brincadeira, sem graça, de apedrejar Judas até as crianças fazem. Que maldade e perversidade!

Judas representa a iniquidade que está em cada um de nós, as nossas próprias infidelidades e quedas. Representa cada um de nós que somos da Igreja, que nos dizemos cristãos e seguidores de Jesus.

Quantas vezes traímos Jesus, quantas vezes participamos da Ceia do Senhor, comungamos do Senhor, mas comungamos também da perversidade e maldade do mundo! Quantas vezes recebemos a Eucaristia na boca, e a própria língua fala mal, fala da vida dos outros e comete atrocidades!

Hoje, e nenhum outro dia, é dia de julgarmos ou condenarmos Judas. Hoje, é dia de colocarmos a nossa barba de molho (como sempre devemos fazer a cada dia), colocarmos o nosso coração no lugar que  ele precisa estar, para meditar e refletir o quanto permitimos ao mistério da iniquidade nos iludir e nos enganar. Digo mais, ele não está só no mundo, ele age em nós, na Igreja, onde quer que estejamos, porque o mistério da iniquidade é forte, só não é maior que Deus.

Permitamos que Deus seja maior em nossa vida.

Deus abençoe você!

Padre Roger Araújo

 

Sacerdote da Comunidade Canção Nova



Comente






Conteúdo relacionado



Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade


Inicial  |  Parceiros  |  Notícias  |  Colunistas  |  Sobre nós  |  Contato  | 

Contato
Fone: (47) 3059-1228
Celular / Whatsapp: (47) 99660-9995
E-mail: contatojornalevolucao.com.br



© Copyright 2020 - Jornal Evolução Notícias de Santa Catarina
by SAMUCA