Jornal Evolução Notícias de Santa Catarina
Facebook Jornal Evolução       (47) 3633-1230       Whatsapp Jornal Evolução (47) 99660-9995       E-mail

Febre amarela: Santa Catarina tem segundo caso em humano em 2020


Clique para ampliar

A Secretaria da Saúde de Santa Catarina confirmou nesta segunda-feira (3) o segundo caso de febre amarela em humano de 2020. O paciente tem 40 anos e é morador de Jaraguá do Sul, no Norte do estado. Ele e o outro homem que contraiu a doença este ano estão internados em Florianópolis. Nenhum dos dois tinha registro de vacinação no Sistema de Informações do Programa Nacional de Imunizações.

Em 24 de janeiro, a Diretoria de Vigilância Epidemiológica de Santa Catarina (Dive-SC) confirmou o primeiro caso, de um morador de São Bento do Sul, também na região Norte catarinense. O paciente tem 47 anos. Em 2019, o estado registrou duas mortes por febre amarela, de moradores da mesma área.

 

Vacinação

 

A vacinação é a melhor forma de se proteger da doença, segundo a Dive-SC. A cobertura no estado está em 84% e a meta do Ministério da Saúde é de pelo menos 95% da população-alvo vacinada.

A vacina está disponível nas salas de vacinação para todas as pessoas com mais de 9 meses de idade.

 

Febre amarela

 

A febre amarela pode levar à morte em uma semana, se não tratada rapidamente. A doença é transmitida por um mosquito. Em áreas de mata, o transmissor são insetos do gênero Haemagogus e Sabethes. Nas cidades, é o Aedes aegypti.

Os sintomas da doença são, segundo a Dive-SC:

 

  • início súbito de febre;
  • calafrios;
  • dor de cabeça intensa;
  • dores nas costas e no corpo;
  • náuseas e vômito;
  • fraqueza e cansaço;
  • dor abdominal;
  • pele amarelada.

 

 

Mortes de macacos

 

A secretaria também confirmou nesta segunda a morte de mais dois macacos por febre amarela. Os bugios foram localizados em Corupá, no Norte do estado, em 26 de dezembro de 2019, e em Blumenau, no Vale do Itajaí, em 7 de janeiro deste ano.

Em 2020, dois macacos foram diagnosticados com febre amarela, em Blumenau e Pomerode, no Vale do Itajaí.

No ano passado, foram nove mortes de macacos por febre amarela, nas cidades de GaruvaJoinville, Jaraguá do Sul, São Bento do Sul e Corupá, todas na região Norte, e Indaial, no Vale do Itajaí.

 

https://g1.globo.com/sc/santa-catarina/noticia/2020/02/03/febre-amarela-santa-catarina-tem-segundo-caso-em-humano-em-2020.ghtml



Comente






Conteúdo relacionado



Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade


Inicial  |  Parceiros  |  Notícias  |  Colunistas  |  Sobre nós  |  Contato  | 

Contato
Fone: (47) 3633-1230
Celular / Whatsapp: (47) 99660-9995
E-mail: contatojornalevolucao.com.br



© Copyright 2020 - Jornal Evolução Notícias de Santa Catarina
by SAMUCA