Jornal Evolução Notícias de Santa Catarina
Facebook Jornal Evolução       (47) 3633-1230       Whatsapp Jornal Evolução (47) 99660-9995       E-mail

Michell Foitte

michell_foittehotmail.com

Psicólogo Clínico Gestalt-terapeuta

CRP 12/07911


Veja mais colunas de Michell Foitte

Homem – Macho

Quinta, 03 de março de 2016

O processo de extinção começou gradualmente. Começaram por deixar de exibir os filmes do Burt Reynolds para em uma passagem de tempo passar as películas, muitas vezes com closet, do Ryan Reynolds.

Até a nomenclatura “película” evidencia a interdição dessa sutil eliminação. Para ser ver... Até as feministas começaram a reclamar!

De fato, a espécie “Homem-Macho” estava entrando em declive.

Tentaram reproduzir em laboratório o Homem-Macho com o DNA retirado de um homem de neandertal descongelado das entranhas de um tatu gigante encontrado nas profundezas das fossas marianas, porém, como se sabe não deu certo o resultado da experiência. Era difícil distinguir quem era o capitão caverna do capitão nascimento.

A possível extinção do Homem-Macho, como foi a do Diabo da tasmânia, ou quem sabe a do tubarão branco e preto torcida organizada veraneio vascaína estava preocupando os meios conservacionistas. 

Pensou-se em medidas radicais como um campo de refugiados só para os     H-M, onde nas televisões não passariam novelas ou gêneros onde a soneca fizesse a cerveja cair das mãos e lambuzar o tapete, se bem que a cerveja caia mesmo quando os H-M estavam acordados, era só sair gols que eram transmitidos de qualquer série para molhar o chão.

Cogitou-se a possibilidade de colonização em outro planeta apenas levando esse espécime, já que esses de fato foram os grandes pioneiros e desbravadores de terras inóspitas. Não poderiam levar um homem qualquer, desses que desvendam os segredos de uma chapinha elétrica com funções de escovar e secar automaticamente.

Assim como uma reunião de classes dos Homem-Macho foi programada para meados de Fevereiro em um boteco nas proximidades do São Januário, contudo, alguns não puderam comparecer porque no embarque brigaram com um atendente do guichê que elogiou a camisa regata desbotada de um dos integrantes do OMS (Organização dos Machos Sindicalizados).

Mesmo o resgate dessa civilização estava sendo culturalmente analisada para que a espécie não entrasse em colapso, assim, fizeram a re-fabricação dos opalas, chuteiras apenas na cor preta, a volta massiva da bota Zebu com solado de pneu aramado, o retorno das cuecas com aberturas “mais para o lado”. Alguns integrantes mais exaltados pediam a abolição das cuecas e dos barbeadores elétricos com múltiplas funções de arrancar pelos, inclusive do nariz e orelha. 

Parece pelos especialistas ser causa perdida a continuação dessa casta, a dos Homens-Machos. Inclusive há relatos da polícia sem cassetetes, de que em uma revista feita num dos redutos do H-M, no bar do pinguim, encontraram diversos discos de vinil dos anos 80 bem conservados.

– É a única coisa que me sobrou! – comentou um dos Homem-Macho quando pressionado.

Nada disso teria sido usado como prova da decadência dos H-M, não fosse pelo pôster gigante do Boy George, num dos discos do Culture Club.



Comente






Conteúdo relacionado



Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade


Inicial  |  Parceiros  |  Notícias  |  Colunistas  |  Sobre nós  |  Contato  | 

Contato
Fone: (47) 3633-1230
Celular / Whatsapp: (47) 99660-9995
E-mail: contatojornalevolucao.com.br



© Copyright 2020 - Jornal Evolução Notícias de Santa Catarina
by SAMUCA