Jornal Evolução Notícias de Santa Catarina
Facebook Jornal Evolução       (47) 3633-1230       Whatsapp Jornal Evolução (47) 99660-9995       E-mail

Luciana Albino


Arquiteta & Urbanista

CREA/SC 105541-3


Veja mais colunas de Luciana Albino

Como escolher o aquecedor a gás

Terça, 17 de novembro de 2015

Ao pensarmos em um banho relaxante, podemos visualizar mentalmente aquela ducha com bastante pressão, por onde sai água bem quentinha e vaporiza todo o banheiro não é mesmo? Bem, o sistema de aquecimento de água por gás é hoje um dos itens mais desejados de quem constrói uma casa. E as grandes construtoras já tomaram por hábito entregar os apartamentos com o sistema todo instalado. Mas aí a obra termina e chega a hora de comprar o aparelho que fará o aquecimento. E agora? Como escolher? Este é um equipamento que gera muitas dúvidas, porque são muitas variáveis a serem levadas em conta.

Antes de mais nada, é necessário saber que tipo de gás abastece sua casa. Atualmente, este abastecimento pode ser feito por dois tipos de gás: o GLP (Gás Liquefeito de Petróleo – é o botijão de gás comum) ou GN (Gás Natural – é o gás encanado, por enquanto restrito às grandes cidades). Essa diferenciação é necessária porque os aquecedores são específicos para um tipo de gás.

 

Clique para ampliar
 

Resolvido isto, temos de pensar no dimensionamento do aquecedor, um dos pontos mais importantes dessa escolha e que irá garantir o correto aquecimento da água. O dimensionamento está relacionado com a quantidade de pontos que serão utilizados simultaneamente – e não com o número total de usuários. Como o aquecedor leva água quente para diversos pontos da casa (chuveiro, banheira, pia da cozinha, tanque, ducha higiênica, etc.), é necessário determinar quantos destes pontos poderão ser abastecidos simultaneamente pelo aquecedor. E aqui entra um detalhe bastante importante: a vazão de água do seu chuveiro! Como o chuveiro é o ponto que mais demanda água quente, ele será o principal elemento a ser considerado neste cálculo. E existem diversos chuveiros no mercado, com diferentes vazões de água. Vamos considerar que um bom fluxo de ducha apresenta em torno de 10 a 12 litros / minuto de vazão de água (você encontra este dado no manual do seu chuveiro). Portanto, para apenas uma ducha, um aquecedor pequeno, que gere entre 6 a 13 litros de água aquecida por minuto será suficiente. Para uma ducha e uma torneira usados simultaneamente, pense em um aquecedor com pelo menos 15 litros de água aquecidos por minuto. Se você pensa em usar duas duchas simultaneamente, a capacidade do aquecedor deve ser entre 20 a 30 litros de água aquecida por minuto. Três duchas?  Considere comprar um aquecedor com pelo menos 35 litros de água aquecida por minuto. Bom, mas e se o seu chuveiro apresenta uma vazão maior? Aumente a capacidade do aquecedor. Quanto mais vazão e mais pontos a serem alimentados, maior deve ser a capacidade do aquecedor. Não esqueça também que em dias frios, o rendimento do aquecedor diminui um pouco, e ele pode não atender tão bem se o seu dimensionamento estiver no limite.

No próximo artigo veremos outras questões igualmente importante para analisar, aguarde!

... CONTINUA...  



Comente






Conteúdo relacionado



Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade


Inicial  |  Parceiros  |  Notícias  |  Colunistas  |  Sobre nós  |  Contato  | 

Contato
Fone: (47) 3633-1230
Celular / Whatsapp: (47) 99660-9995
E-mail: contatojornalevolucao.com.br



© Copyright 2020 - Jornal Evolução Notícias de Santa Catarina
by SAMUCA