Jornal Evolução Notícias de Santa Catarina
Facebook Jornal Evolução       (47) 3059-1228       Whatsapp Jornal Evolução (47) 99660-9995       E-mail

Cléverson Israel Minikovsky

cleversonminikovskyyahoo.com.br

Cléverson Israel Minikovsky (Pensando e Repensado)

Advogado

Filósofo

Jornalista (DRT 3792/SC)


Veja mais colunas de Cléverson Israel Minikovsky

A personalidade de Deus

Quarta, 30 de setembro de 2015

Saímos do Éden e para o Éden voltaremos. Todos sabemos que Adão pecou. Adão pela comida, Noé pela bebida e Sedom pela companhia. A questão é: por que afinal Deus colocou a árvore do conhecimento do bem e do mal no meio do jardim? E não bastasse pôr no jardim a árvore do fruto proibido ainda colocou a serpente para seduzir a Eva? Isto mostra que Deus é malicioso para conosco. Mais: Deus sabe tudo. Ele sabia que o homem que Ele iria criar pecaria. E mesmo assim o criou. Deus deu dois filhos a Abraão: Ismael e Isaac. Ismael era injusto e Isaac era justo. Deus deu dois filhos a Isaac: Esaú e Jacó. Esaú era injusto e Jacó era justo. E Jacó teve que enfrentar três provas: fugir de seu irmão Esaú, servir ao seu sogro Labão e ver seu filho José extraviado no Egito. Em linhas gerais podemos dizer que o Antigo Testamento resume-se em: o Messias virá. Os evangelhos: Cristo está entre nós, foi crucificado e morto por nós, mas ressuscitou. De Atos a Apocalipse: Cristo voltará. Quando o homem estava no Éden ele não precisava ter mérito algum, bastava não transgredir a ordem de não comer do fruto proibido. Agora, quem faz tudo o que tem de fazer recebe do evangelho a prédica: sou um servo inútil, não mereço mais do que já tenho. Apenas cumpri minha obrigação. Em contraposição ao Deus malicioso do Livro que inaugura as Escrituras no Evangelho vemos um Deus que premia o maior crime da humanidade. Somos tratados como aquilo que em verdade somos: crianças. O Deus que antes era malicioso se submete ao ridículo e absurdo para redimir o homem. A dinâmica das Escrituras é mostrar o quão somos pequenos. Deus gosta de nos testar. Na verdade, Ele quer dar a Ele mesmo um pretexto para nos galardoar. Isto o que somos: pó e cinza. O pó pode ser útil no futuro, se misturado com água e moldado por mão de fino ceramista e a cinza foi útil no passado, enquanto combustível para aquecer algum ambiente. A parábola das virgens mostra isto: as virgens insanas vão comprar azeite e voltam quando encontram a porta do noivo fechada. Ora, a porta, que representa a graça, ainda está aberta, aproveite esta oportunidade, irmão, mas um dia ela se fechará e quem nela ainda não entrou não mais poderá entrar. A misericórdia está vindo do céu. Como diriam nossos avós, não percamos de subir no cavalo encilhado. O tempo é agora, agarre já esta chance. Uma semana abençoada. Jesus vem, maranata!


 
 
 
 
 

     



Comente






Conteúdo relacionado



Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade


Inicial  |  Parceiros  |  Notícias  |  Colunistas  |  Sobre nós  |  Contato  | 

Contato
Fone: (47) 3059-1228
Celular / Whatsapp: (47) 99660-9995
E-mail: contatojornalevolucao.com.br



© Copyright 2020 - Jornal Evolução Notícias de Santa Catarina
by SAMUCA