Jornal Evolução Notícias de Santa Catarina
Facebook Jornal Evolução       (47) 3633-1230       Whatsapp Jornal Evolução (47) 99660-9995       E-mail

Elisa Mota


Carioca criada em Joinville, morando algum tempo em São Bento do Sul e Florianópolis.

Sou vegetariana desde os dezessete anos e recentemente me mudei para a terra do churrasco (Pelotas - RS), onde faço graduação em biotecnologia. Gosto de arte, cultura geral, animais domésticos, psiclogia, história e filosofia. Gosto de algumas pessoas também. Aprecio culinária japonesa... mas tem que ser sem carne. Gosto de escrever, desenhar, conversar, tocar violão, perder tempo na internet e dormir.


Veja mais colunas de Elisa Mota

O mensageiro dos deuses

Segunda, 28 de janeiro de 2013


Com certeza, um mito. Uma das criaturas mais fantásticas que surgiram no Olimpo para acalentar os seres humanos.

Um pequeno grande homem, de um metro e cinquenta e oito centímetros de altura, segundo ele mesmo. Caráter, humildade, simpatia e bom humor tornaram-no gigante. Era um trabalhador dedicado e músico amador. Amador também da vida e das experiências proporcionadas por ela. Foi ele quem me disse que as coisas vêm, não para nos punir, mas para nos ensinar. Aliás, ele muito ensinou: a desenvolver habilidades com violão, contrabaixo e tantas outras atividades importantes aos companheiros de trabalho.

A mim, ensinou a editar um vídeo de última hora, para um trabalho escolar que insistia em não progredir. Mostrou-me as aplicações de um alvejante ao lavar os cadarços de um par de tênis, parte da letra da canção Chico Mineiro, o riff da música La Bamba (no vilão) e o quanto certo anúncio de um produto Polishop, na TV, poderia ser divertido.

Foram ótimas conversas e uma convivência de paz e respeito. Respeito que em pouco tempo se tornou admiração, não só minha: seu carisma rendeu muitas amizades, um casamento, um filho. Houve até um simpático fã clube, formado por senhoras que frequentavam o salão de cabeleireiros, do shopping de Joinville em que ele trabalhou. Os membros, ao notarem sua ausência no estabelecimento, reclamaram com o responsável.

Mas eis que seu expediente na Terra terminou. A separação foi bastante dolorida, especialmente para seus familiares, colegas de trabalho e amigos mais próximos. Apesar do intenso sofrimento decorrente, tenho certeza de que ele não foi maior que o prazer da convivência e toda a herança de lições de vida por ele deixadas. Com certeza fez jus ao apelido de arcanjo, usado por ele para compor seu endereço eletrônico.

Hermes foi, na mitologia grega, o mensageiro dos deuses. Patrono do comércio, da eloquência e da diplomacia. Ao cumprir sua missão, de trazer aos humanos mensagens de esperança, gratidão e confiança no princípio de que “gentileza gera gentileza”, o nosso Hermes (como diziam as senhoras do fã clube do shopping) voltou ao mundo das divindades, onde aguarda o chamado para uma nova jornada.

 


Comente






Conteúdo relacionado



Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade


Inicial  |  Parceiros  |  Notícias  |  Colunistas  |  Sobre nós  |  Contato  | 

Contato
Fone: (47) 3633-1230
Celular / Whatsapp: (47) 99660-9995
E-mail: contatojornalevolucao.com.br



© Copyright 2020 - Jornal Evolução Notícias de Santa Catarina
by SAMUCA